A família é uma instituição que tem importância e papel definido numa sociedade. Segundo Minuchin, representa um grupo social primário que influencia e é influenciado por outras pessoas e instituições, é um grupo de pessoas, ou um número de grupos domésticos ligados por descendência a partir de um ancestral comum, matrimônio ou adoção e que é unida por múltiplos laços capazes de manter os membros moralmente, materialmente e reciprocamente durante uma vida e durante as gerações.
Em todas as famílias, independentemente da sociedade ou período histórico, cada membro ocupa determinada posição ou tem determinado estatuto, como por exemplo, marido, mulher, filho ou irmão, sendo orientados por papéis.
Papéis estes, que não são mais do que, “as expectativas de comportamento, de obrigações e de direitos que estão associados a uma dada posição na família ou no grupo social”. Porém, mais que mera instituição, a família é um sistema no qual se conjugam valores, crenças, conhecimentos e práticas que compartilhados torna o grupo coeso.
Segundo Paulus (1989) um grupo consiste de duas ou mais pessoas que interagem e partilham objetivos comuns, possuem uma relação estável, são mais ou menos independentes e percebem que fazem, de fato, parte de um grupo, dentro deste conceito podemos incluir a família como um grupo que se comporta.
Podemos notar que comportamentos grupais surgem em grupos e que tem uma característica peculiar que se evidência em partilhar objetivos com um mesmo fim. Essa característica é denominada coesão.
Segundo Rodrigues (1999) coesão é a quantidade de pressão exercida sobre os membros de um grupo a fim de que nele permaneçam. Para haver coesão deve haver atração de algum modo ou pelo grupo ou por um de seus membros e quanto maior a coesão, maior será a necessidade dos membros se comunicarem entre si, em busca de uniformidade (Festiger, 1950).
Os gráficos abaixo corroboram as afirmações acerca da coesão e sua importância nas relações familiares. Analisando o gráfico podemos perceber que em famílias coesas a comunicação exerce papel preponderante na manutenção da relação porque atua como facilitador.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.