Defini-se o que é psicologia, política e psicologia política. O conceito de psicologia vai divergir por conta de sua fundamentação teórica, mas no presente texto concebe psicologia como a disciplina que estuda os sujeitos em sua relação com o mundo. Não importa se o sujeito é o “eu” ou “nós”. Esse referencial é o sócio histórico. (p.207).

Política é a atividade humana que ocorre nas esferas das disputas pelo poder entre grupos organizados. Ações essas que buscam pela satisfação do comum. (p.207).

Entre essas considerações apontadas nos parágrafos anteriores considera-se essencial explicitar os compromissos do fazer cientifico, no campo dos valores, da ideologia e de seus determinantes sociais e históricos. (p.206-207).

Seria impossível estudar as ações ou omissões que contribuem para a mudança social ou manutenção de uma determinada ordem sem analisar as relações entre elas e ações e omissões dos sujeitos. (p. 209). Atividades humanas são encadeadas uma junto com as dos outros indivíduos voltadas para transformação ou manutenção do poder político. (p.209).

Por isso surgem dois tipos de psicologia especificas: a psicologia política e a psicologia da política. (p. 209). Psicologia política tem um cunho sócio histórico já a psicologia da política é voltada para concepção de ciência neutra, são duas perspectivas: uma que é critica e a outra preza pela neutralidade. (p.210). A psicologia da política está voltada para uma perspectiva acrítica e a psicologia política, mais critica. (p.210).

Creio que está razoavelmente claro o que é a psicologia política e a psicologia da política.
Esse texto tem uma página, é muito objetivo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.