Segundo o autor devemos levar em conta o que o senso comum diz por que chama de sábio quem ordena e governa bem. Segundo autor, quando ordenado e governado bem as coisas alcançam sua colocação para finalidade que potencialmente é ser bom.
Segundo ele, existem saberes que tem precedência sobre as outras como se fossem artes principais por isso quem as conhece se denomina sábios, como se ocupam apenas disso (um saber) são sábios em algumas coisas apenas.
Segundo o autor a sabedoria maior se reserva apenas a quem estuda e considera as coisas mais altas, aquele que estuda o fim que na verdade é o principio motor original das coisas.
Esse motor é a inteligência que tem como bem a verdade. A verdade deve ser o fim ultimo de todo o universo e a sabedoria deve deter-se na inteligência.
A filosofia é estudo da vida, da origem de toda verdade que pertence ao principio de todas as coisas. A disposição das coisas na verdade é a mesma que há no ser, pois é próprio do homem seguir um dos contrários e rejeitar a outra. E assim é no saber, reflete sobre uma verdade e discorre de outra. Por isso sempre mostra a verdade de um modo conveniente esforçando para dizer a verdade
De todos os estudos humanos o da sabedoria segundo o autor, é o mais perfeito porque participa da verdade enquanto estuda e se dedica ao estudo. É também o mais útil porque por ele o homem pode fazer as coisas sabiamente.
Por isso se diz que a sabedoria é um tesouro infinito e imortal.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.