A ninguém foi dado o poder de impedir os homens o mais importante atributo que é pensar, podem fazer de tudo para proibir, porem o poder de pensar está acima de todas as violências e repressões.
Não há abuso mais abominável que o de tentar impor limitações ao pensamento, pretender suprimir o pensamento de quem quer que seja é o pior dos crimes, pois é contra a humanidade, toda via é um crime que não se consuma, pois o terreno fica só na tentativa de violar o que é inviolável.
Mesmo que não se consuma, só ao supor capaz de sufocar o pensamento de seu semelhante o autor dessa suposição já comete um crime contra todos e contra si, pois se deprava na intenção de roubar o que não pode ser roubado.
Todos os pérfidos são impotentes para tirar o direito de pensar, pois pensar é um comportamento exercido até o momento do ultimo suspiro.
O ser humano existe enquanto pensa, deixa de existir quando para de pensar. Um homem pode pensar bem ou pensar mal, pouco ou muito, não há uma diferença qualitativa, mas apenas quantitativa.
Ai daquele que não usa em toda plenitude o direito de pensar. Se um homem para de pensar por preguiça, todas as desgraças podem lhe acontecer, se parar de pensar será arrasado pela opressão ou por qualquer forma de perdição.
Os tiranos não gostam que as pessoas pensem, fazem esforço pra deformar o pensamento, estabelecem fabricas de pensamentos, porém todas as vezes que o povo se dispôs a exercer com todo vigor o seu direito e o seu atributo de pensar, os tiranos foram derrotados, levados ao ostracismo e os despotismos derrubados.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.